Notícia

img

CONCURSO MPU: SAI EDITAL PARA TéCNICOS E ANALISTAS. ATé R$11.916


Agora é oficial! Como adiantado por FOLHA DIRIGIDA, o edital do concurso MPU foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 22 de agosto. Ao todo, são oferecidas 47 vagas para os cargos de técnico de administração, de nível médio, e analista em direito, para formados na área. No cadastro de reserva, até 7.183 aprovados poderão figurar. As remunerações chegam a R$11.916,90. O Ministério Público da União contrata pelo regime estatutário, que assegura a estabilidade.

CLICK AQUI (EDITAL)

Para técnico de administração são oferecidas 11 vagas. O cargo exige apenas ensino médio completo e tem remuneração de R$7.618,61. As outras 36 oportunidades são para a carreira de analista em direito, que tem como pré-requisito nível superior na área. Os vencimentos, nesse caso, são de R$11.916,90. Ambos os valores já contam com o auxílio-alimentação de R$910,08. A carga de trabalho é de 35 horas por semana (sete diárias), o que é mais um atrativo da seleção. Para técnicos, as oportunidades estão nos estados do Rio de Janeiro, Distrito Federal, Minas Gerais, Acre, Amapá e Rio Grande do Sul. Para analistas, as chances são no Rio, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Amazonas, Amapá, Bahia, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Concurso MPU: inscrições abrem nesta quinta, 23 As inscrições do concurso MPU serão abertas na quinta, 23 de agosto. Os cadastros poderão ser realizados até o dia 10 de setembro, pelo site do Cebraspe (antigo Cespe/UnB), banca responsável pela seleção. Primeiro, os interessados deverão preencher a fecha com todos os dados solicitados. Depois, imprimir o boleto e pagar a taxa de R$55 para nível médio e R$60 para nível superior. O pagamento deverá ser efetuado até o dia 1º de outubro.

Somente membros de famílias de baixa renda, que estejam inscritos no programa Cadúnico, ou doadores de medula óssea poderão solicitar a isenção da taxa. Para isso, deverão preencher formulário específico dos dias 23 de agosto a 10 de setembro, pelo portal do Cebraspe. A relação provisória dos pedidos de isenção será publicada no dia 18 de setembro. O MPU permite que a mesma pessoa se inscreva para os dois cargos. Isso porque os horários de aplicação das provas serão alternados. Concurso MPU será composto por provas objetivas e discursivas Todos os candidatos do concurso MPU realizarão provas objetivas no dia 21 de outubro. Apenas os concorrentes a analista em direito serão submetidos, no mesmo dia, a exames discursivos. A aplicação será nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. Ao todo, serão cobradas 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Especícos. Confira as disciplinas abaixo: Conhecimentos Básicos: Língua Portuguesa; Acessibilidade; Ética no serviço público;
Conhecimentos Específicos - técnico de administração: Noções de Direito Administrativo; Noções de Direito Constitucional; Noções de Administração; Noções de Arquivologia; Noções de Administração Orçamentária, financeira e orçamento. Conhecimentos Específicos - analista em direito: Direito Administrativo; Direito Constitucional; Direito do Trabalho; Direito Processual do Trabalho; Direito Civil; Direito Processual Civil; Direito Penal; Direito Processual Penal; Direito Penal Militar; Direito Processual Penal Militar.

Somente os concorrentes a analista em Direito – cargo de nível superior – ainda serão submetidos a provas discursivas. Será preciso elaborar um texto dissertativo com até 30 linhas. Até 7.136 aprovados poderão estar no cadastro de reserva O aproveitamento de excedentes do concurso MPU 2018 é uma realidade em seleções do órgão. Isso porque o MPU tem tradição de chamar muito além do número de vagas imediatas, o que deve acontecer novamente no atual concurso, com prazo de validade de dois anos, podendo chegar a quatro. O número de aprovados no concurso do MPU, considerando vagas imediatas, será de 7.183. Em cadastro de reserva, o quantitativo será de 7.136, sendo 5.042 técnicos administrativos e 2.094 analistas. Como o órgão tem déficit de 8.644 servidores, esse cadastro deve ser bastante utilizado, gerando um bom número de contratações.

Fonte: folha dirigida