Notícia

img

MAIS DE DEZ TRIBUNAIS DE JUSTIçA TêM CONCURSOS PREVISTOS PARA 2019


Confira os concursos previstos para Tribunais de Justiça. Pelo menos 194 vagas serão abertas até o final deste ano.

Mais de dez Tribunais de Justiça em todo o território nacional têm concursos previstos, alguns inclusive com data de abertura definida. Para guiar os concurseiros que sonham em trabalhar na área, FOLHA DIRIGIDA traz o compilado dos TJs que têm previsão de abrir seleção este ano. 

Até o momento, esses tribunais somam um total de 194 vagas nos níveis médio e superior. Dessas oportunidades, mais de 120 são para a área de apoio e outras 71 para juízes. Isso sem contar aqueles cuja oferta de vagas ainda não foi divulgada. 

Outro atrativo dos concursos para tribunais é que a maioria deles costuma realizar muitas convocações, além do número de vagas no edital. Utilizando assim o cadastro de reserva de forma ampla. 

Confira os concursos TJ para a área de apoio

TJ-CE

O concurso para técnicos judiciários do Tribunal de Justiça do Ceará está com seu edital previsto para ser publicado em julho. A informação foi passada pela Assessoria de Imprensa do tribunal à FOLHA DIRIGIDA.

A perspectiva é que sejam oferecidas 328 vagas, sendo 287 para área Judiciária e 41 para a área Técnico-Administrativa. Suas especialidades ainda serão divulgadas. Essa distribuição de vagas está listada no projeto básico do concurso TJ-CE. Entretanto, poderão ocorrer alterações até a publicação do edital. 

A remuneração inicial é de R$3.913,43. Os servidores ainda podem receber benefícios como auxílio-alimentação (R$1.103,83); Gratificação por Alcance de Metas (GAM); e Gratificação de Estímulo à Interiorização (GEI).

TJ-RJ 

A realização de concurso no Tribunal Fluminense está na agenda do novo presidente do órgão, desembargador Claudio de Mello Tavares. A expectativa é que as vagas contemplem os cargos de técnico (nível médio) e analista judiciário (superior).

As remunerações iniciais são de R$5.100,06 e R$7.603,89, respectivamente. No caso do nível superior o ganho pode chegar a R$9 mil dependendo da especialidade. 

Os editais deverão ser publicados a partir de outubro, após o término do prazo de validade das seleções de 2014. O quantitativo de vagas, no entanto, ainda não foi informado

TJ-RS

O TJ do Rio Grande do Sul já tem comissão organizadora formada para dois concursos. Um deles terá 28 vagas, sendo 24 de oficial de justiça e quatro de assistente social. Os cargos exigem os níveis médio e superior, respectivamente. 

Outro edital deverá ofertar vagas de oficial de justiça classe “O”, também de nível médio. A oferta de vagas não foi divulgada, mas a expectativa é que preencha o déficit atual de dois cargos mais formação de cadastro de reserva. 

O cargo de oficial PJ-H tem ganhos iniciais de R$7.304,45. No caso de oficial classe O, o valor é de R$9.305,55. Já para assistentes sociais o total da remuneração chega a R$9.676,90. 

TJ-MA

O concurso TJ-MA vai ofertar 63 vagas distribuídas entre várias carreiras. O órgão não divulgou a relação completa, mas espera-se que sejam contemplados, pelo menos, os níveis médio e superior. 

O único cargo confirmado até o momento é o de oficial, que tem remuneração de R$8.260,62. A exigência era o nível médio, mas no dia 15 de abril foi aprovado o PL que altera a escolaridade para o nível superior em Direito. 

Se o projeto for sancionado, os novos oficiais serão enquadrados na tabela de vencimentos de nível superior. Também há expectativa para que sejam ofertadas vagas de técnico judiciário, que exige o nível médio. A remuneração é de R$4.710,26

TJ-AM

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) definiu  o Cebraspe como banca organizadora. O extrato da contratação da instituição foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico. A estimativa, de acordo com o contrato, é que a seleção atraia 50 mil candidatos.

A divulgação do extrato é considerada a etapa final antes do edital. Sendo assim, o documento com as regras do concurso TJ-AM para 160 vagas de assistentes e analistas judiciários já pode sair.

Os cargos são assistente judiciário (nível médio) e analista judiciário (nível superior). As remunerações são de R$4.588,34 e R$8.936,96, respectivamente.

TJ-MG

O tribunal mineiro tem dois concursos previstos para 1ª e 2ª instâncias. Ambos já têm bancas organizadoras contratadas. O primeiro terá vagas de oficial de justiça avaliador (nível médio) e técnico judiciário nas especialidades de Assistente Social e Psicólogo (nível superior). 

Os ganhos em início de carreira serão R$2.683,58 e R$4.202.60, respectivamente. O número de vagas ainda não foi informado. O organizador é o Instituto AOCP. 

Já o concurso da 2ª instância, que será organizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), terá oportunidades de oficial judiciário (níveis médio e médio/técnico), e técnico judiciário (nível superior).

O edital está em fase de elaboração e depende de uma aprovação do presidente do TJ. O órgão já confirmou que o documento sai este ano.  

TJ-SE

O Tribunal de Justiça do Sergipe já estuda a realização de um novo concurso público para servidores. A expectativa é que as vagas contemplem os níveis médio e superior, como nos últimos editais. 

O órgão, no entanto, não divulgou previsão oficial, nem oferta de vagas. Atualmente os vencimentos são de R$5.073,73 para analistas (superior) e R$3.091,93 para técnicos (médio), cargos ofertados no concurso anterior.

TJ-TO

O Tribunal de Justiça do Tocantins confirmou o planejamento para um novo concurso público. Além disso, o órgão disse que a seleção suspensa em 2018 será reavaliada. 

A oferta do edital era de 30 vagas, além de formação de cadastro de reserva, em cargos de analista judiciário, oficial de justiça e técnico judiciário. As oportunidades eram para várias áreas. 

Os ganhos de analista judiciário, de nível superior, são R$11.876,31. Já para oficial, de nível superior, e técnico, de nível médio, as remunerações são de R$13.703,43 e R$7.093,74, respectivamente.

TJ-PA

O Tribunal de Justiça do Pará recebeu autorização para abrir concurso público na área de apoio. Em sessão no dia 5 de junho, o Pleno aprovou a proposta de novo edital para cargos efetivos.

A comissão responsável por acompanhar e organizar o concurso TJ-PA também foi definida. O grupo terá a presidência da desembargadora Rosi Maria Gomes de Farias. A portaria com os nomes dos demais integrantes foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico do Pará de 12 de junho. 

O quantitativo de vagas a serem ofertado ainda não foi divulgado. A expectativa é que sejam para níveis médio e superior. Esse número só será fechado após o concurso de remoção, previsto para ocorrer em breve.

 

Fonte | Folha Dirigida