Notícia

img

CONCURSO TJ-RN: NOVO EDITAL é AUTORIZADO E PODE SAIR EM 2020


Um ano após ser confirmado pelo próprio órgão, o concurso do TJ-RN está autorizado e contará com vagas na área de Tecnologia da Informação.

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte tem um novo concurso autorizado. Por unanimidade, o órgão votou a favor de uma nova seleção, autorizando a Presidência a seguir com os estudos para a realização do concurso. 

Como antecipado por FOLHA DIRIGIDA, em fevereiro de 2018, o novo concurso TJ-RN é destinado às carreiras do Poder Judiciário, na área de Tecnologia da Informação (TI). No entanto, ainda não se sabe quais cargos serão contemplados.

O concurso foi solicitado pela presidência do Tribunal, após um expediente encaminhado pelo Conselho Nacional de Justiça, em que solicita o reforço da equipe técnica dedicada à sustentação do sistema do Processo Judicial eletrônico (PJe).

Com a autorização, o próximo passo será a formação da comissão organizadora e o estudo do número de vagas. Somente com o quantitativo confirmado, o TJ-RN dará início ao processo de escolha da banca e publicação do edital. Desta forma, concurso deverá ocorrer em 2020.

Em 2018, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte já estudava a nova seleção. Na época, após confirmar as vagas para a área de TI, o órgão confirmou à FOLHA DIRIGIDA que já realizava um levantamento interno referente aos cargos vagos. A expectativa é para que sejam oferecidas vagas de técnico judiciário, de nível superior.

Último concurso TJ-RN ocorreu há 18 anos

O último concurso TJ-RN, com vagas para servidores, ocorreu há 18 anos, em 2001. Na época, as oportunidades foram para os cargos de auxiliar técnico, técnico judiciário e oficial de justiça. O primeiro tinha o nível médio como requisito, enquanto os demais cobravam o nível superior.

O concurso foi realizado pela Escola de Magistratura do Rio de Norte, em convênio com a Universidade Potiguar. Todos os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas. Já para os cargos de nível superior foi aplicada também uma prova de títulos.

A prova escrita foi composta por 100 questões e contou com a seguinte distribuição:

  • Auxiliar técnico (nível médio)
  • Português (35 questões);
  • Conhecimentos Gerais (25);
  • Lei de Organização Judiciária do Estado do Rio Grande do Norte (20); e
  • Noções de Informática (20). 

Técnico judiciário e oficial de justiça (nível superior)

  • Português (25 questões);
  • Conhecimentos Gerais (dez);
  • Noções de Direito Constitucional (15);
  • Noções de Processo Civil (15);
  • Noções de Processo Penal (15);
  • Lei de Organização Judiciária do Estado do Rio Grande do Norte (15); e
  • Noções de Informática (dez).

A prova objetiva foi avaliada em uma escala de zero a dez pontos. Para ser aprovado, foi preciso ter uma nota final igual ou superior a seis. O concurso TJ-RN teve validade inicial de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Fonte | Folha Dirigida